Log Cabin - De onde veio?

July 9, 2018

      O Log Cabin é um dos blocos mais reconhecidos no Patchwork.

 

      Ele começa com uma peça central, normalmente um quadrado, e tiras são costuradas em sequência em seus lados, alternando entre cores claras e escuras. Mas você sabe a história deste bloco? Aqui na Pesponto nós somos loucas por um pedacinho de história, então fomos atrás da resposta 

      A tradução do nome “Log Cabin” é “Cabana de Toras”, muito comum nos Estados Unidos na época de Abraham Lincoln, era considerado um símbolo de lealdade a ele como chefe da Nação já que ele cresceu em uma Cabana de Toras.

 

 Seu desenho conta o seguinte:

  •       O quadrado do meio, geralmente da cor vermelha, simboliza o fogo no meio da cabana;

  •       As cores claras, de um lado do bloco, simbolizam a iluminação proporcionada pelo fogo dentro da cabana e;

  •       As cores escuras, do outro lado do bloco, simbolizam as sombras que o fogo faz dentro da cabana.

      Dizem que quando o quadrado central é vermelho, ele simboliza o fogo no coração ♥ da cabana, já quando o quadrado é amarelo ♦ , representa uma luz agradável vindo de uma janela. Achamos super interessante!

      Mas esse desenho já era usado muito antes dessa época segundo a “Teoria da Múmia”. 

 

      No começo de 1800, quando as tumbas egípcias foram abertas, os ingleses encontraram muitas múmias de pequenos animais, colocadas nos sarcófagos como objetos funerários para os membros da realeza. Nestas pequenas múmias podem ser encontrados o desenho do Log Cabin no modo em que as tiras de linho são colocadas. Alguns dos desenhos são coloridos com alguma espécie de tinta, para formar áreas claras e escuras, exatamente como no nosso bloco da Cabana de Toras.

      Como estas pequenas múmias eram muitas e os ingleses não sabiam o que fazer, as levaram de volta à Grã-Bretanha e distribuíram aos camponeses como um amuleto para a fertilidade da terra. Quem sabe as quilteiras e artesãs da época não perceberam o desenho e o copiaram?

      Mas as teorias não acabam por aí. Dizem também que o desenho imita a disposição das plantações da Idade Média na Europa, sendo as áreas escuras as plantações molhadas e as áreas claras representando as plantações secas. Ou ainda dizem que o Log Cabin foi usado durante a Guerra Civil nos Estados Unidos para ajudar os escravos a fugir, com mensagens escondidas na cor do quadrado central do bloco, simbolizando perigo ou abrigo.

     

 

Os trabalhos de Log Cabin não eram quiltados naquele tempo pois eram muitas costuras e, como as máquinas de costura não eram tão comuns, o quilt à mão era muito difícil, ficando a opção de amarrá-los ao forro. Outras ferramentas também não  

existiam em alguns lugares remotos. Na falta de tesouras ou réguas, as artesãs rasgavam os tecidos em tiras e usavam o comprimento de seus dedos para medir as partes do bloco. Isso significava que o bloco feito por uma artesão não seria necessariamente do mesmo tamanho que o bloco costurado por outra pessoa.

      Os Blocos podem ser formados de várias formas, de um jeito simples e fácil de criar, com retalhos ou com tecidos específicos, que são costurados numa base que permite precisão e estabilidade. Antigamente eram usados tecidos como base, hoje em dia usamos papel manteiga.

      Os modelos de Log Cabin mais conhecidos são o Court House Steps, o Eight-sided Pineapple, Barn Raising e o Sunshine and Shadows. 

 

 

 

 Esperamos que tenham gostado da história.

 

 

 

Nós adoramos saber um pouquinho mais sobre essas belezuras.  

 

Até mais, Maria Luiza e Gédna ♥

Please reload

Please reload

Pesponto Quilteria e Patchwork Ltda. ME

48 3028-1106

©2018 by Pesponto. Proudly created with Wix.com